Bem-vindo ao Conhecimentos Gerais, um site dedicado a oferecer informações e conhecimentos sobre uma variedade de matérias, incluindo português, matemática, ciências, geografia e muito mais.

Conjunção: o que é, tipos e exemplos

A língua portuguesa é um sistema complexo e fascinante, repleto de elementos que se combinam para formar a comunicação. 

Um desses elementos fundamentais são as conjunções, que desempenham um papel essencial na estruturação e conexão de frases e orações. 

Neste artigo, exploraremos o conceito de conjunção, seus tipos e forneceremos diversos exemplos para uma compreensão mais aprofundada.

O que é uma conjunção?

Imagem com O que é uma conjunção?
mundoeducacao.uol.com.br

Uma conjunção é uma classe de palavras invariáveis que estabelece uma relação de coordenação ou subordinação entre elementos de uma frase, ou entre frases distintas. 

Elas desempenham um papel crucial na organização e na lógica do discurso, permitindo a conexão de ideias, a expressão de relações de causa e consequência, contraste, adição, entre outras. 

Em resumo, as conjunções são como os “elos” que unem as partes de um texto, permitindo que ele faça sentido como um todo coeso e coerente.

Tipos de conjunções

Existem diferentes tipos de conjunções, cada uma com uma função específica na estruturação das sentenças. Vamos explorar alguns dos principais tipos:

Conjunções coordenativas

Essas conjunções são utilizadas para unir termos ou orações independentes que possuem a mesma importância na frase. As conjunções coordenativas mais comuns são: “e”, “mas”, “ou”, “nem”, “porém”, “pois” e “todavia”. Vejamos alguns exemplos:

  • “Maria e João foram ao cinema.”
  • “Estudar é importante, mas descansar também é necessário.”
  • “Ele pode escolher entre o livro ou o filme.”
  • “Não gosto de café nem de chá.”
  • “Ele trabalha muito, pois tem metas ambiciosas.”

Conjunções subordinativas

Diferentemente das coordenativas, as conjunções subordinativas introduzem orações subordinadas, que dependem da oração principal para ter sentido completo. Elas estabelecem relações de dependência ou subordinação. 

Alguns exemplos de conjunções subordinativas são: “que”, “se”, “embora”, “enquanto”, “porque” e “quando”. Vejamos algumas frases de exemplo:

  • “Espero que você se sinta melhor logo.”
  • “Se chover amanhã, ficaremos em casa.”
  • “Embora tenha estudado bastante, não consegui passar na prova.”
  • “Enquanto eu corria, ouvi um barulho estranho.”
  • “Não fui à festa porque estava doente.”
  • “Quando você chegar, avise-me.”
Veja também:  Classes gramaticais: entenda o que são as 10 classes!

Conjunções integrantes

Essas conjunções são utilizadas para introduzir orações substantivas, que desempenham a função de sujeito, objeto direto ou objeto indireto na frase. O exemplo mais comum é a conjunção “que”. Vejamos alguns exemplos:

  • “Eu acredito que ele seja um bom professor.”
  • “Não tenho certeza de que ele virá à reunião.”

Conjunções adversativas

As conjunções adversativas estabelecem uma relação de contraste ou oposição entre duas ideias, ou situações. Elas são utilizadas para expressar uma contraposição, uma ressalva ou um contraste. Alguns exemplos de conjunções adversativas são: “mas”, “porém”, “contudo”, “todavia” e “entretanto”. Vejamos alguns exemplos:

  • “Ele estudou muito, mas não obteve uma nota alta.”
  • “Gostaria de ir à festa, porém estou ocupado.”
  • “Ela é inteligente, contudo não se esforça nos estudos.”
  • “Ele tinha muito dinheiro, todavia não era feliz.”
  • “Eu gostaria de ajudar, entretanto, não tenho os recursos necessários.”

Conjunções condicionais

Essas conjunções estabelecem uma relação de condição entre duas partes da frase, indicando que uma ação ou evento depende de uma determinada circunstância. Alguns exemplos de conjunções condicionais são: “se”, “caso” e “desde que”. Vejamos alguns exemplos:

  • “Se chover, levarei um guarda-chuva.”
  • “Caso você não entenda, posso explicar novamente.”
  • “Desde que chegue cedo, poderemos reservar os melhores lugares.”

Exemplos de conjunções em frases

Conjunções coordenativas

  • “Maria e João foram ao cinema.”
  • “Ele gosta de dançar, mas não sabe dançar salsa.”
  • “Você pode escolher entre o azul ou o verde.”

Conjunções subordinativas

  • “Espero que você se divirta na festa.”
  • “Se estudar, você conseguirá boas notas.”
  • “Embora estivesse cansado, decidiu continuar.”

Conjunções integrantes

  • “Eu acredito que ele seja uma pessoa honesta.”
  • “Não sei se ele vai comparecer à reunião.”

Conjunções adversativas

  • “Ele é inteligente, mas não se esforça nos estudos.”
  • “Gostaria de ir ao cinema, porém estou sem dinheiro.”
  • “Ela é talentosa, contudo não recebe o reconhecimento merecido.”

Conjunções condicionais

  • “Se você estudar, obterá bons resultados.”
  • “Caso precise de ajuda, estou à disposição.”
  • “Desde que chegue cedo, poderemos começar a reunião.”
Veja também:  Como formatar suas Referências Bibliográficas segundo a ABNT

Conclusão

As conjunções desempenham um papel fundamental na língua portuguesa, permitindo a conexão e organização das ideias em um texto. 

Compreender os diferentes tipos de conjunções e seus exemplos é essencial para uma comunicação clara e coerente. 

Ao dominar o uso das conjunções, é possível estruturar frases e construir textos mais complexos, expressando relações de coordenação, subordinação, contraste e condição. 

Portanto, ao aprofundar seus conhecimentos sobre as conjunções, você estará fortalecendo sua habilidade na língua portuguesa e ampliando suas possibilidades de expressão.

Agora conheça exercícios que vão te ajudar a entender melhor o conteúdo.

Exercícios

Exercício 1: Identificação de conjunções

Identifique a conjunção presente em cada uma das frases abaixo:

  1. Ele estuda muito, mas não consegue boas notas.
  2. Vamos ao parque ou à praia?
  3. Se chover, ficaremos em casa.
  4. Estou cansado, portanto, vou descansar.
  5. Ele gosta de música clássica, porém não entende muito sobre o assunto.

Gabarito

  1. mas
  2. ou
  3. Se
  4. portanto
  5. porém

Exercício 2: Utilizando as conjunções

Preencha as lacunas nas frases a seguir com a conjunção adequada:

  1. Estudarei muito ______ quiser passar no exame.
  2. Gosto de café ______ não bebo com frequência.
  3. Ela foi à festa ______ estava se sentindo mal.
  4. ______ ele chegar, avise-me imediatamente.
  5. Não sairemos ______ a chuva parar.
  6. Estudaremos muito _______ queremos alcançar boas notas.
  7. Ela não sabe nadar _______ já participou de várias competições.
  8. _______ ela chegar, começaremos a reunião.
  9. Tenho vontade de viajar _______ não tenho tempo no momento.
  10. Fizemos um bom trabalho _______ enfrentamos muitos desafios.

Gabarito

  1. se
  2. mas
  3. embora
  4. Quando
  5. enquanto
  6. se
  7. mas
  8. Assim que
  9. porém
  10. embora

Exercício 3: Transformação de frases

Reescreva as frases abaixo, substituindo a conjunção destacada por outra adequada ao contexto:

  1. Ele é talentoso; contudo, não recebe reconhecimento.
  2. Se você estudar, terá bons resultados.
  3. Ela não entendeu, portanto, explicaram novamente.
  4. Gostaria de ir à festa, mas estou ocupado.
  5. Estava chovendo, portanto, decidimos ficar em casa.

Gabarito:

  1. Ele é talentoso, mas não recebe reconhecimento.
  2. Caso você estude, terá bons resultados.
  3. Ela não entendeu, então explicaram novamente.
  4. Gostaria de ir à festa, porém estou ocupado.
  5. Estava chovendo, então decidimos ficar em casa.

Espero que esses exercícios possam ajudar na fixação dos conceitos relacionados às conjunções. 

Continue praticando e explorando a diversidade de conjunções na língua portuguesa para aprimorar suas habilidades linguísticas.

você pode gostar também

Escreva um comentário