Bem-vindo ao Conhecimentos Gerais, um site dedicado a oferecer informações e conhecimentos sobre uma variedade de matérias, incluindo português, matemática, ciências, geografia e muito mais.

Quais São os Gêneros Textuais? Conheça os 4 E os Subgêneros

Os gêneros textuais são classificações dos diferentes tipos de textos que existem. Eles são importantes porque fornecem uma estrutura para entender o modo como a linguagem é usada em diferentes contextos. 

Neste artigo, vamos explorar os diferentes tipos de gêneros textuais e como eles são usados na comunicação escrita e verbal.

O que são gêneros textuais?

Imagem com O que são gêneros textuais?
mundoeducacao.uol.com.br

Gêneros textuais são tipos específicos de textos que possuem características distintas e são usados em diferentes contextos. 

Eles podem ser definidos como categorias de textos que compartilham traços semelhantes em termos de propósito, estrutura e conteúdo. 

A identificação de gêneros textuais é importante para ajudar os leitores a entender o contexto em que o texto foi produzido.

Os gêneros textuais são usados em muitos contextos diferentes, incluindo jornalismo, publicidade, educação, literatura e comunicação empresarial

Cada gênero textual tem um propósito específico e é projetado para atender a diferentes necessidades de comunicação.

Quais são os tipos de gêneros textuais?

Narrativo

A narração é um tipo de gênero textual que conta uma história ou relato de eventos. Geralmente, é composta por uma sequência de eventos em ordem cronológica e inclui personagens, cenários e um enredo. 

Ela pode ser encontrada em muitos contextos diferentes, como em livros, filmes, contos e notícias.

Os textos narrativos podem ser divididos em diversos subgêneros, dependendo da sua estrutura, tema, público-alvo e finalidade. Alguns dos principais subgêneros do gênero narrativo são:

Romance

Imagem com Romance
pt.quizur.com

O romance é um subgênero narrativo cujo objetivo é contar uma história de amor entre dois personagens principais. 

Ele é caracterizado pela presença de conflitos emocionais, reviravoltas e desfechos felizes ou trágicos, que cativam o leitor e o fazem torcer pelo casal protagonista. 

Exemplos de romances são “Romeu e Julieta“, de William Shakespeare, e “O Morro dos Ventos Uivantes“, de Emily Bronte.

Conto

O conto é um subgênero narrativo mais curto do que o romance, que geralmente apresenta apenas um conflito e um desfecho surpreendente. 

Ele é caracterizado pela concisão, pelo ritmo acelerado e pela presença de elementos fantásticos ou surreais, que criam uma atmosfera de suspense e mistério. 

Exemplos de contos são “O Gato Preto”, de Edgar Allan Poe, e “A Cartomante“, de Machado de Assis.

Crônica

Imagem com Crônica
viacarreira.com

A crônica é um subgênero narrativo cujo objetivo é retratar o cotidiano de forma leve e descontraída. 

Veja também:  O que são Figuras de Linguagem? Explicação e Exemplos

Ela é caracterizada pela presença de humor, ironia e observações perspicazes sobre a vida em sociedade, que fazem o leitor refletir e se identificar com as situações descritas. 

Exemplos de crônicas são as crônicas de Luis Fernando Verissimo e Rubem Braga.

Fábula

A fábula é um subgênero narrativo cujo objetivo é transmitir uma lição moral por meio de personagens animais ou objetos personificados. 

Ela é caracterizada pela simplicidade da trama, pela presença de alegorias e pela clareza da mensagem, que pode ser aplicada a diversas situações da vida cotidiana. 

Exemplos de fábulas são “A Cigarra e a Formiga“, de Jean de La Fontaine, e “A Lebre e a Tartaruga“, de Esopo.

Descritivo

Imagem com Descritivo
www.preparaenem.com

O gênero descritivo é um dos principais gêneros textuais, que descreve detalhadamente pessoas, objetos, ambientes, situações e sensações. 

Ele é caracterizado pela riqueza de detalhes, pela utilização de adjetivos, substantivos e verbos que retratam as características físicas e psicológicas do que está sendo descrito, e pela capacidade de criar imagens vívidas na mente do leitor.

Os textos descritivos podem ser divididos em diversos subgêneros, dependendo da sua estrutura, tema, público-alvo e finalidade. 

Alguns dos principais subgêneros do gênero descritivo são:

Resenha descritiva

A resenha descritiva é um subgênero que descreve as características de uma obra artística, como um livro, um filme, uma peça de teatro ou um álbum musical. 

Ela é caracterizada pela objetividade, pela clareza e pela precisão na descrição dos elementos da obra, que podem ser utilizados para orientar o leitor na escolha de qual obra consumir. 

Exemplos de resenha descritiva são as resenhas de filmes e livros em sites de entretenimento.

Crônica descritiva

Imagem com Crônica descritiva
escolakids.uol.com.br

A crônica descritiva é um subgênero que descreve situações do cotidiano de forma detalhada e poética. 

Ela é caracterizada pela subjetividade, pela utilização de linguagem figurada e pela capacidade de criar imagens vívidas na mente do leitor, que podem ser utilizadas para refletir sobre questões do dia a dia. 

Exemplos de crônica descritiva são as crônicas de Rubem Braga e Luis Fernando Verissimo.

Expositivo

O gênero expositivo é um dos principais gêneros textuais, que apresenta informações de forma clara, objetiva e organizada sobre um determinado tema. 

Ele é caracterizado pela presença de argumentação, análise e reflexão crítica sobre o assunto abordado.

Os textos expositivos podem ser divididos em diversos subgêneros, dependendo da sua estrutura, tema, público-alvo e finalidade. 

Alguns dos principais subgêneros do gênero expositivo são:

Artigo científico

Imagem com Artigo científico
www.parabolablog.com.br

O artigo científico apresenta resultados de pesquisas científicas, estudos e experimentos. 

Veja também:  As Funções da Linguagem: Explorando a Comunicação Verbal!

Ele é caracterizado pela utilização de uma linguagem técnica e objetiva, que transmite informações precisas sobre o assunto abordado. 

Exemplos de artigo científico são os publicados em revistas especializadas em determinadas áreas de conhecimento.

Ensaio

O ensaio é um subgênero que apresenta uma reflexão crítica sobre um tema específico.

Ele é caracterizado pela presença de argumentos fundamentados em fontes e exemplos, que buscam convencer o leitor a adotar determinada posição sobre o tema em questão. 

Exemplos de ensaio são os textos publicados em jornais e revistas de opinião.

Texto jornalístico

Imagem com Texto jornalístico
www.todamateria.com.br

O texto jornalístico é um subgênero que apresenta informações de forma clara e objetiva sobre um determinado assunto. 

Ele é caracterizado pela presença de uma estrutura bem definida, que inclui títulos, subtítulos e lide, pela utilização de fontes e entrevistas, e pela linguagem adequada ao público-alvo. 

Exemplos de texto jornalístico são as notícias publicadas em jornais e sites de notícias.

Argumentativo

O gênero textual argumentativo é usado para persuadir o leitor ou ouvinte a aceitar uma determinada opinião, ou ponto de vista. 

Ele apresenta um argumento bem estruturado e usa evidências para apoiá-lo. Este tipo de gênero textual é comum em debates, artigos de opinião e ensaios.

O gênero argumentativo é composto por vários subgêneros que apresentam particularidades em relação à sua forma e conteúdo. Dentre os principais subgêneros, podemos citar:

Artigo de opinião

Imagem com Artigo de opinião
www.youtube.com

É um texto curto, geralmente publicado em jornais e revistas, que expressa a opinião do autor sobre algum tema da atualidade. 

O artigo de opinião tem uma linguagem mais direta e objetiva, e busca persuadir o leitor a concordar com a posição defendida pelo autor.

Texto dissertativo-argumentativo

O texto dissertativo-argumentativo é composto por três partes principais: introdução, desenvolvimento e conclusão. 

Na introdução, o autor apresenta o tema e a tese que será defendida. No desenvolvimento, o autor apresenta os argumentos e evidências que justificam a tese. Na conclusão, o autor retoma a tese e apresenta uma síntese dos argumentos apresentados.

O texto dissertativo-argumentativo requer um bom domínio da língua portuguesa e capacidade de argumentação. 

É importante que os argumentos apresentados sejam coerentes, consistentes e que haja uma conexão lógica entre eles. 

Além disso, o texto deve apresentar uma linguagem clara e objetiva, sem ambiguidades ou contradições.

Os gêneros textuais são importantes porque fornecem uma estrutura para entender como a linguagem é usada em diferentes contextos. 

Eles são usados em muitos contextos diferentes, incluindo jornalismo, publicidade, educação, literatura e comunicação empresarial. 

Cada gênero textual tem um propósito específico, sendo projetado para atender a diferentes necessidades de comunicação. 

Conhecer os diferentes tipos de gêneros textuais pode ajudar os leitores a entender melhor o contexto em que um texto foi produzido e a comunicar-se de forma mais eficaz em diferentes contextos.

você pode gostar também

Escreva um comentário